Fé em Tempos de Provação

À medida que avançamos em nossa jornada rumo a Cristo, novos testes de fé aparecerão em nosso coração. Aprenda a reconhecê-los e a entender a importância de um teste muito especial no artigo a seguir.


“Pois a vocês foi dado o privilégio de não apenas crer em Cristo, mas também de sofrer por ele.” Filipenses 1:29

A confirmação é um sacramento administrado pela Igreja Católica. É considerado um dos sacramentos da iniciação, sendo recebido em terceiro lugar após o batismo e a Eucaristia, um sacramento pelo qual as pessoas batizadas são totalmente integradas como membros da comunidade. Na Igreja antiga, o rito era administrado de forma sacramental e imediatamente após o batismo, e esse ainda é o costume na Igreja Ortodoxa.

O sacramento da confirmação simboliza um estágio crucial na vida de um cristão. Enfrentar esse teste de fé com o coração aberto e a disposição de receber a graça divina é fundamental para fortalecer nosso relacionamento com Deus e com nossa comunidade. A preparação e a compreensão profunda desse sacramento nos ajudam a afirmar nossa fé e nosso compromisso com a vida cristã.

Publicidad


"Como escaparemos, se negligenciarmos tão grande salvação? Esta salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que a ouviram. 4 Deus também deu testemunho dela por meio de sinais, maravilhas, diversos milagres e dons do Espírito Santo distribuídos de acordo com a sua vontade." Hebreus 2:3-4

Na Igreja Católica, de 1600 até o século XX, a confirmação era adiada entre dois e sete anos após o batismo da criança. Desde o Concílio Vaticano II, ela foi delegada para além disso, até o início da adolescência. De fato, por motivos pastorais e como forma de preparar melhor os confirmandos no limiar da adolescência, a Igreja Católica frequentemente adia a administração da confirmação.

Esse atraso visa garantir que os jovens entendam e apreciem a importância do sacramento. Ao receber a confirmação na adolescência, os confirmandos estão em um estágio de desenvolvimento em que podem tomar decisões mais conscientes sobre sua fé e compromisso com Deus. Esse período de preparação inclui a catequese, que lhes proporciona uma base sólida nos ensinamentos da Igreja e os ajuda a viver sua fé de forma autêntica e madura.


"Como escaparemos, se negligenciarmos tão grande salvação? Esta salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que a ouviram. Deus também deu testemunho dela por meio de sinais, maravilhas, diversos milagres e dons do Espírito Santo distribuídos de acordo com a sua vontade." Hebreus 2: 3-4

Na Igreja Católica, de 1600 até o século XX, a confirmação era adiada entre dois e sete anos após o batismo da criança. Desde o Concílio Vaticano II, ela foi delegada para além disso, até o início da adolescência. De fato, por motivos pastorais e como forma de preparar melhor os confirmandos no limiar da adolescência, a Igreja Católica frequentemente adia a administração da confirmação.

Esse atraso visa garantir que os jovens entendam e apreciem a importância do sacramento. Ao receber a confirmação na adolescência, os confirmandos estão em um estágio de desenvolvimento em que podem tomar decisões mais conscientes sobre sua fé e compromisso com Deus. Esse período de preparação inclui a catequese, que lhes proporciona uma base sólida nos ensinamentos da Igreja e os ajuda a viver sua fé de forma autêntica e madura.


“Então, os discípulos saíram e pregaram por toda parte; e o Senhor cooperava com eles, confirmando-lhes a palavra com os sinais que a acompanhavam.” Marcos 16:20

Esse sacramento significa para o católico fazer sua fé e continuar com ela, incentiva a formação cristã contínua e a catequese de adultos, onde Deus os escolhe como seus filhos.

Para os batizados, o sacramento da Confirmação os une mais intimamente à Igreja e os enriquece com uma força especial do Espírito Santo.

Na Igreja Anglicana, somente os bispos administram o sacramento. Nas igrejas luterana e ortodoxa, o rito é geralmente realizado por pastores e padres. No Oriente, a imposição de mãos desapareceu rapidamente e a crisma é considerada o elemento essencial da confirmação.

A confirmação é mais do que um rito; é um compromisso renovado com a vida cristã e uma reafirmação da fé. Ela nos lembra de nossa missão de sermos testemunhas de Cristo no mundo, capacitados pelo Espírito Santo para viver de acordo com os princípios do Evangelho. Esse sacramento nos prepara para enfrentar as provações com confiança e esperança, sabendo que Deus nos acompanha a cada passo do caminho.





Verso diário:


Artigos anteriores

Com União e Esperança

Ser Guiado Pela Luz Divina

Celebrando o Pai no Céu como na Terra

O Poder Magnético de Sua Fé Interior