Perdão: A Ferramenta de Cura para as Festas

Estão se aproximando momentos especiais para a família e o reencontro dos corações. Saiba mais sobre a ferramenta mais poderosa no artigo seguinte.


"Que o perverso abandone seu caminho, e o perverso seus pensamentos. Que ele se volte para o Senhor, para nosso Deus, que é generoso em perdoar, e dele receberá misericórdia." Isaías 55:7

O perdão é uma ferramenta única. Uma preciosa bênção que Deus nos deu em nossa jornada. Um princípio de saúde emocional que nos dá liberdade, um pré-requisito para uma vida espiritual saudável.

Quando o perdão vem de nossos lábios, o ideal seria que ele viesse com a convicção de deixar para trás o ressentimento.

Quando dizemos que eu perdoo a alguém, estamos abrindo a possibilidade real de construir uma ponte que nos aproximará novamente, que nos permitirá estar bem novamente.

Publicidad


"Algum de vocês está doente? Chame os anciãos da igreja para orar por ele e ungi-lo com óleo em nome do Senhor. A oração da fé curará o doente e o Senhor o ressuscitará. E se ele pecou, seu pecado lhe será perdoado." Tiago 5:14-15

Se sinceramente perdoamos como o Pai Celestial nos ensinou, procuremos dar afeto através deste dom especial de abrir seu coração.

Expressar cuidado, sensibilidade, compromisso, solidariedade com a pessoa que feriu seus sentimentos.

Onde não há restrição é no afeto, onde podemos ser generosos, transbordando de amor, pois ele causa lembranças na alma.

O perdão não é negociável: é aceito, e é dado um valor infinito porque significa que a outra pessoa decidiu remover as paredes, baixar as defesas, e está se permitindo vê-lo com olhos de amor e misericórdia.

Saber perdoar é um ato de convicção, de profunda maturidade afetiva, é dizer à outra pessoa aqui que eu estou, que eu quero você de volta em minha vida. Perdoar e ser perdoado, um valor único que ajudará a reconectar nossos caminhos no caminho do Espírito Santo.


"Portanto, irmãos, saibam que através de Jesus o perdão dos pecados é proclamado a vocês". Você não poderia ser justificado desses pecados pela lei de Moisés, mas todo aquele que crê é justificado através de Jesus". Atos 13:38-39

Quando perdoamos, confiamos, acreditamos, mas não é um salto de fé, é um salto de esperança, que é sustentado e mantido não na ilusão, mas na verificação da mudança da pessoa que perdoamos, não através de apontamentos e críticas, mas através do reconhecimento das ações positivas que esta pessoa está gerando, somente desta forma o perdão é sustentado.


"Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu lhe digo: Não até sete, mas até setenta vezes sete." Mateus 18:21-22

Quando ambos decidem dar um ao outro uma segunda chance de perdão, eles têm a obrigação de alimentar o amor, modificando hábitos, tentando ser a melhor versão de si mesmos; mas antes de dar o perdão, devemos refletir.

Perdoar significa colocar nossos olhos no aprendizado; colocar nossos olhos na lição aprendida, em vez de no amargor que nos faz trazer à tona nosso pior, a própria coisa que nos afasta do caminho do Senhor.





Verso diário:


Artigos anteriores

Adicionando Alegria a Nossas Vidas

Sua nova versão aguarda

Orações e Preces do mês de Fevereiro

O necessário retorno ao caminho da luz