A bondade do Senhor

Enquanto você permanecer no caminho da luz, você será acompanhado por seu milagre.


“Eu levantarei este homem em minha retidão: farei direitos todos os seus caminhos. Ele reconstruirá minha cidade e libertará os exilados, sem exigir pagamento nem qualquer recompensa, diz o Senhor dos Exércitos.” Isaías 45:13

Para realizar qualquer tipo de construção ou empreendimento arquitetônico será necessário um grupo de profissionais, técnicos e pessoal treinado para realizar tudo em tempo e forma.

Além disso, certos elementos devem ser escolhidos para que o mesmo dure ao longo do tempo. Claro que isso dependerá do tipo de necessidades que tenhamos, já que não é o mesmo tentar construir um prédio residencial de oito andares que uma cabana na montanha.

Provavelmente, até os materiais necessários deverão estar ajustados à geografia da área onde o projeto será erguido. Se somos os criadores e construtores, temos a responsabilidade de que tudo se encaixe, que seja adequado para que as pessoas possam viver e também que não quebre ou se destrua com o primeiro vento que sopre.

Para isso, devemos conhecer cada canto do local e atribuir um lugar específico para cada peça e elemento. Devemos estabelecer uma base sólida que permita suportar os alicerces que permitirão elevar a estrutura ao nível desejado.

Publicidad


“Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor cuja confiança nele está.” Jeremias 17:7.

Construir confiança em um relacionamento, seja no trabalho ou no casamento, é uma tarefa diária.

Onde devemos dar e ceder. Entendendo que a outra pessoa foi formada e criada de uma maneira totalmente diferente de nós. Devemos nos adaptar e gerar uma ponte entre nossas ações, olhares, palavras e até mesmo muitas vezes temos que fazer a coisa mais difícil, que é entender o outro ou a outra.

Esse tipo de desenvolvimento vincular se manifesta e retroalimenta de maneira recíproca: não podemos esperar receber sem antes dar.

Não se deve pretender que o outro me entenda porque não me conhece e também não devo me antecipar e ter um preconceito sobre suas crenças ou necessidades.

Agora, vamos elevar um pouco nosso espírito e pensar para nós mesmos: o que acontece com nossa construção com o Espírito Santo? Estamos realizando todas as tarefas necessárias para estar e entender nossa devoção à Fé? Perguntas que começam a surgir se entendemos que, em Deus, encontraremos a firmeza e a melhor base para poder avançar em nossas vidas. 


“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.” Hebreus 11:6

Ele será o plano mestre de nossa confiança e de nossas decisões. Jesus será o arquiteto que nos guiará tanto na Terra como nos Céus, nos permitirá aprender com nossos erros, poderá elevar nosso conhecimento tanto quanto possível para compreender os desejos dos nossos corações, sem ataduras ou conflitos. Ele nos convida da Cruz para gerar uma abertura com um marcado propósito na Fé, sabendo que o Espírito Santo está em cada uma das pessoas ao nosso redor. 


“Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e, apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa, pois vocês estão alcançando o alvo da sua fé, a salvação das suas almas.” 1 Pedro 1: 8-9

Reforçar o encontro entre nós e a Fé é uma tarefa diária. O vínculo deve ser construído em um lugar profundo do nosso ser, tentando fazer que em nosso interior se formem os alicerces onde o Espírito Santo possa se sustentar e crescer. Despertando a bondade de nossos corações através da palavra de Deus, da oração e da boa vontade. Poder olhar para o céu e alimentar nossas almas com a bênção do nosso Pai Celestial nos dará a confiança necessária para vivermos com o propósito divino marcado em cada ação e decisão que podamos tomar. 





Verso diário:


Artigos anteriores

O Descanso Universal

Planejando o brilho futuro